TERAPIA ASSISTIDA POR ANIMAIS

 
 
 
 
"A Terapia Assistida por Animais é uma técnica empregada, por profissionais da área da saúde, no tratamento de patologias no âmbito da saúde física, mental ou social. Tem objetivos terapêuticos específicos, sendo a terapia adaptada e direcionada à demanda clínica do profissional que a promove e utiliza o animal de estimação como ferramenta do processo terapêutico." (MONTEIRO, A.M.F. 2007)

 

Abaixo tem um vídeo do programa Globo Reporter exibido em maio de 2008 onde mostra um pouco do nosso trabalho.

 

 
  

Alexandre Monteiro - Coordenador do Projeto Animallis de Terapia Assistida por Animais

 

ORIGEM DO PROJETO ANIMALLIS

O Projeto Animallis foi desenvolvido por um grupo de psicólogos, um biólogo e uma veterinária e posto em prática em março de 2006.

No período anterior ao inicio do projeto, foram feitas pesquisas qualitativas durante 3 anos e trabalhos de Atividade e Terapia Assistida por Animais, além de cursos e estágios fora do Brasil por alguns integrantes da equipe.

Nosso objetivo é o de auxiliar na reabilitação neuropsicológica de idosos demenciados, depressivos ou que estão em recuperação pós-cirúrgica.

Durante 3 anos, o público favorecido com o Projeto Animallis foram os hóspedes da Clínica Geriátrica Dignus, localizada em Botafogo, na cidade do Rio de Janeiro. Atualmente o projeto é desenvolvido na APAZ - Associação de Parentes e Amigos de Pessoas com Alzheimer, Doenças Similares e Idosos Dependentes e na Clínica Geriátrica Vila do Sol, em Botafogo.

O trabalho não consiste apenas em levarmos os animais para uma visita à casa de repouso, e sim, de um complexo estudo das variáveis que podem implicar no comportamento dos idosos no dia da visitação dos animais.

Durante a semana é feito um estudo comportamental dos idosos e assim, sabemos quais são os aspectos que deveremos trabalhar no sábado – dia em que os animais participam da terapia.

Como a maioria dos idosos favorecidos pelo nosso projeto tem algum tipo de demência, temos como objetivo retardar a progressão do quadro demencial, visto que sua regressão é impossível.

O desenvolvimento das atividades se dá com a aplicação de testes neuropsicológicos e terapia cognitivo-comportamental no decorrer da semana, e a terapia assistida por animais no sábado.

Todos os dados são documentados, avaliados, tabulados e discutidos, gerando dados qualitativos e quantitativos. Os resultados são apresentados em eventos científicos como: congressos, workshops, seminários, palestras.

Alguns resultados estão disponíveis na sessão "ARTIGOS" no site.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rua Visconde de Pirajá, 111 / 211 - Ipanema - Rio de Janeiro
Telefones: 2137 3040 / 8204 6913